IPVA SP 2020 – Valores e Como Pagar





Imposto deverá ser pago a partir de janeiro de 2020. Menor valor será de R$ 60.

Foram divulgadas no dia 13 de dezembro, na sexta feira passada, as alíquotas e o calendário referente ao pagamento do IPVA 2020. Os valores publicados pela Secretaria da Fazenda e do Planejamento do Governo do Estado de São Paulo contam com uma média de 3,34% mais baixa, em relação aos anos anteriores, para os proprietários automotivos, de acordo com os preços praticados em varejo e com a estimativa apresentada em pesquisa pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, a Fipe. Junto com a média anual, a secretaria também apresentou a relação dos maiores e menores valores de imposto para serem pagos no ano que vem, a ter como base o valor venal.

No ano que vem, o carro mais caro a ter o IPVA recolhido no país é o McLaren Senna Coupe 2019, que tem duas unidades registradas em São Paulo. O preço de cada uma das duas McLarens está avaliado em R$ 7.206.500. Os dois esportivos, que foram projetados para homenagear o lendário piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, deverá render um pagamento de apenas R$ 288.259,03 ao governo de São Paulo.




Em contra partida, o carro mais barato a ser pago é um modelo artesanal. O carro, que está registrado como "Antonio Carlos/Fabricação Própria" está avaliado com um valor venal de R$ 1.510, e tende a recolher R$ 60,40 do IPVA em 2020.

IPVA 2020 para motos

As motos também devem arrecadar um bom valor para o governo. A moto com o IPVA mais alto é a Ducati 1299 Superleggera 2017, que conta com apenas um exemplar no estado paulista. A moto está avaliada no valor de R$ 374,796 e renderá um imposto de R$ 7.495,92.


A motocicleta a receber um imposto mais barato será a Hero Punch 50, datada dos anos 2000. O modelo está avaliado no valor de R$ 584 e conta com 22 unidades registradas no estado. A motoneta, segundo a secretaria, irá recolher uma taxa de R$ 11,68 de imposto para aqueles que possuírem a moto.

Como pagar o IPVA?

Assim como nos anos anteriores, a alíquotas do IPVA não receberam alterações. Os percentuais deverão ser aplicados em cima do valor venal de cada veículo, segundo a pesquisa da Fipe. Veículos que são movidos à gasolina e bicombustíveis deverão entregar 4%, veículos que são movidos a álcool, eletricidade ou gás, contam com a alíquota de 3%, caminhonetes de modelo picape de cabine dupla devem entregar 4%, Utilitários gerais de cabine simples, como modelos de Strada, Saveiro, ou ainda, ônibus, microônibus, motocicletas , motonetas, quadriciclos ou quaisquer outros meios de transporte que sejam similares pagam 2%. Caminhões deverão pagar 1,5%.

Os contribuintes podem pagar o imposto em forma de cota única, com um desconto de 3%, ou ainda, parcelar em 3 vezes, porém essa opção varia de acordo com o final da placa. O primeiro pagamento deverá ser realizado, sem atrasos, em janeiro do ano que vem, em 2020. Consequentemente, para aqueles que optarem pela parcela, pagarão ainda no mês de fevereiro e março. O imposto também poderá ser pago no mês de fevereiro, mas o valor será integral. O caso dos caminhões é um pouco mais específico, e conta com 3 parcelas, com vencimentos estipulados para março, junho e setembro. Moradores do estado de São Paulo deverão ficar atentos, já que o pagamento em dia do IPVA é condição para a autorização de licenciamento anual do veículo.

O pagamento pode ser feito através de agência bancária credenciada, com número do Renavan, ou em lotéricas, e através de cartão de crédito. Pela internet, é possível realizar o pagamento através de débito automático.

DAVI GABRIEL SOARES

Compartilhe esta notícia