Tabela FIPE Chevrolet Cavalier



Veja aqui os valores do Chevrolet Cavalier na Tabela FIPE.

O nome Monza já havia sido usado pela GM antes mesmo dele ter se tornado conhecido por aqui. A GM deu o nome para um cupê 2+2, que foi lançando nos Estados Unidos no ano de 1975. O fato é que este modelo era bem diferente do padrão mundial que a GM adotou e que já no início dos anos 1980 começava a se espalhar pelos mais variados projetos da montadora.

Um pouco mais tarde, em 1982, aparecia no mercado o Opel Ascona (em terras alemãs) e o Vauxhall Cavalier (no Reino Unido). Aqui no Brasil, apenas um ano depois, conhecemos o Chevrolet Monza. Na América do Norte o termo Monza foi substituído por Cavalier, que a título de curiosidade já havia surgido como um conceito da AMC e que identificava outros dois modelos anteriores sendo eles um da Opel e o outro da Packard.



Em termos de estilo o Chevrolet Cavalier se diferenciava e muito do seu homônimo inglês. A versão contava com uma frente quadrada, tinha faróis duplos e uma grade discreta. Entretanto, a plataforma usada era a mesma que íamos encontrar no Monza aqui do Brasil.

Para poder apresentar aos consumidores um porta-malas mais avantajado, a GM resolveu estreitar as colunas C. Mas ainda assim preservou o estilo geral da plataforma J. Nesse sentido, o único modelo que fugia um pouco da linha do projeto global da GM era a versão perua, que seguia mais tendenciosamente o estio americano.



Ainda podíamos encontrar um hatchback batizado de Type 10, que em alguns aspectos lembrava o Monza hatch brasileiro, mesmo sendo um pouco mais alongado. Também havia a opção de o sedã contar com duas ou com quatro portas.

Leia também:  Tabela FIPE Chevrolet Bonanza

Com relação a motorização, o Cavalier ganhou um bloco 1.8 OHV de 88 cv. O Monza contava com o OHC. Um pouco mais para frente apareceu também a opção com o motor 2.0 de 86 cv que foi seguido por um de 90 cv. Antes do facelift aplicado em 1988, o compacto da Chevrolet acabou recebendo ainda um propulsor 2.8 V6 com 130 cv com montagem em transversal e OHV.

A GM só foi lançar a segunda geração do Cavalier em 1988. Na novidade tínhamos um visual com ar moderno mesmo considerando o fato de que ele preservava muitos aspectos da versão anterior.

Em 1990 algumas alterações não muito significativas aconteceram no facelift do carro.

Já no ano de 1995, o Cavalier chegou a sua terceira geração. Parecia um carro completamente novo com várias alterações. Essa opção chegou a ser comercializada no Japão com o nome de Toyota Cavalier.

Atravessando o ano 2000, chegamos a 2005. Neste ano o Cavalier se despediu definitivamente das linhas de montagem. O substituto escolhido para ele foi o Cobalt.

Por Denisson Soares

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *