Tabela FIPE Chevrolet Agile



Confira aqui os valores do Chevrolet Agile na Tabela FIPE.

Campeão do concurso Carro Universitário de 2009, também premiado como carro do ano em 2010, o Agile foi um automóvel desenvolvido especialmente para o público jovem. Lançado em 2009 pela General Motors, o Chevrolet Agile foi um dos importados que obtiveram um bom número de vendas no Brasil, em três anos já havia ultrapassado a venda de 200.000 unidades, o que superou as vendas de modelos consagrados como o Ômega e o Monza.

Desenvolvido no Brasil, mas montado na Argentina, o compacto está disponível em duas versões: a LT e a LTZ. Na primeira ganham destaque as rodas aro 15 de aço, direção hidráulica, ar-condicionado com display digital, um computador de bordo que controla a velocidade, ajuste de altura para bancos e acendimento automático de faróis. Já na segunda versão as rodas são de alumínio aro 15, há faróis de neblina, retrovisores elétricos, volante e bancos ajustáveis e rádio com CD, MP3/WMA, com entradas auxiliar, USB e bluetooth.



Por dentro, o Agile agrada com a soma de modernidade e conforto, resultando em um interior bem sofisticado. Com o motor Econoflex 1.4, câmbio de cinco marchas e propulsor eficiente, ele é um carro muito bom para o espaço urbano.

Quanto ao exterior, suas linhas externas não agradaram a todos, chegando a ser apelidado de “esquisito”. Pra começar, a dianteira apresenta uma grade em forma de escudo, dividida por uma barra horizontal com a mesma cor da carroceria. Os faróis chamam a atenção por serem irregulares no tamanho (um pouco exagerados), que por sua vez não combinam com as lanternas traseiras, que são bem menores. Somados a isso, ainda há o envidraçamento nas laterais, que tem a forma de arco, o que não fica harmonioso com o teto, e ainda há um acabamento em preto. Já as caixas de rodas são visualmente maiores que as rodas.

Leia também:  Recall da Ford Ranger é Ampliado nos Estados Unidos


Porém, mesmo com esse visual diferente, o Agile obteve ótimos resultados em vendas por muitos anos no Brasil, estando entre os mais vendidos. Contudo, os anos passaram e a Chevrolet não fez grandes alterações no modelo. Em 2013 alguns detalhes forma modificados , mas longe do que se esperava, considerando seus outros lançamentos. Sem grandes atrativos o fluxo de compradores caiu consideravelmente.

Em 2014 a GM anunciou o fim da sua importação para o Brasil, finalizando assim sua trajetória de sucesso.

Sirlene Montes

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *