Tabela FIPE Fiat Grand Siena



Confira aqui os valores do Fiat Grand Siena na Tabela FIPE.

O Grand Siena 2017 ganha mudanças no design do painel, além de entrada USB no console central e novo material no revestimento nos bancos. Segundo informações da Fiat, o modelo é o único no segmento que possui teto solar. Já o volante ganhou material em couro e conta com comandos para acessar a plataforma tecnológica e de interatividade como CD, MP3, rádios, opções para viva voz, conexões por meio de Bluetooth, dentre outros.

Além disso, o retrovisor do Grand Siena atende o conceito Tilt Down. O item é elétrico e inclina enquanto o motorista realiza uma manobra, como estacionar o veículo. Esse tipo de retrovisor já existe no mercado e em veículos de outras marcas desde 2013.



De acordo com reportagem da revista “Auto Esporte”, um dos pontos fracos do carro é o motor 1.4, que propicia pouco desempenho, inclusive nas ultrapassagens. A publicação também apresenta críticas quanto à “dureza” na direção, mas elogia o espaço no porta-malas e “conforto nos bancos”.

A segunda geração

O Grand Siena chegou ao mercado brasileiro no ano de 2012. O carro também foi fabricado em nações emergentes como Argentina, México, África do Sul, Índia, Turquia e China. Na época, uma das principais características desse modelo em relação aos primeiros carros Siena foi – justamente – a mudança no comprimento e altura. O porta-malas também ganhou 20 litros, saltando de 500 para 520 litros, no total.



Outra modificação em relação ao Siena da primeira geração é a alteração bastante significativa na aparência do carro, a qual foi desenvolvida na época por centros especializados em estilo da Fiat na Itália, que são responsáveis por criar o design de alguns dos principais veículos da marca italiana. O Grand Siena também ganhou airbags – além de freios ABS, um dos diferenciais e atrativos do modelo na ocasião.

Leia também:  Tabela FIPE Chevrolet Blazer

O primeiro Siena foi trazido ao Brasil em 1997, direto da Argentina. Vale destacar que o modelo é – na prática – a adaptação do Palio, na versão Sedã. No caso, o desenvolvimento da linha foi uma empreitada da Fiat para conquistar ainda mais o mercado de carros com esse conceito, além de concorrer com outras empresas internacionais como a norte-americana Ford, por exemplo.

Por Letícia Veloso

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *