Tabela FIPE Fiat Duna



Confira aqui os valores do Fiat Duna na Tabela FIPE.

Reverenciado pelos mais “saudosistas”, o Fiat Duna foi produzido em 1985, mais especificamente na Argentina, sendo que – após a finalização do Fiat Prêmio em território brasileiro, a empresa italiana trouxe modelos do Duna para o Brasil. Na prática, é como se o Duna fosse a versão do Prêmio, mas produzida na Argentina. A produção do veículo foi encerrada em 2000, período em que o mercado recebeu os modelos do Siena. Tanto o “Duna” quanto o “Prêmio” – de fato – foram inspirados no Fiat Uno, uma das marcas mais populares e recordistas de vendas em todo o planeta.

O Duna chegou ao público argentino por volta de 1987 – conquistando aquele mercado nos anos seguintes, sendo – inclusive – líder de vendas por muito tempo. Na Argentina, existem muitos clubes de apaixonados pela marca e há quem nutre um carinho especial pela marca.



A analista de comunicação Lara Santiago, que nasceu em São Paulo – mas tem familiares em Buenos Aires – explica que o seu tio tinha um Fiat Duna e, apesar de pouco utilizá-lo, era estabelecida uma relação afetiva com o carro, especialmente porque o veículo trazia lembranças da juventude dele.

“O meu tio contava histórias sobre o Duna e das aventuras que tiveram juntos, inclusive, quando conheceu a minha tia, antes de se casarem. O carro foi uma espécie de testemunha de acontecimentos importantes na vida dele”, afirma. Lara afirma que o seu tio teve de vender o veículo por causa do agravamento da crise financeira no final dos anos 2.000, na Argentina.



“Foi um momento difícil para ele, porque embora se tratava de um veículo que ele pouco usava, havia a questão afetiva e emocional. De qualquer forma, o meu tio ainda não perdeu a esperança em comprar algum modelo que esteja disponível, só para tê-lo na garagem da casa dele lá na Argentina”, destaca.

Leia também:  Tabela FIPE Fiat Bravo

Fiat Uno

Inspiração para a criação do Prêmio e Duna, o Fiat Uno nasceu nos anos 80, em 1983, mas teve seu auge também nos anos 90, especialmente no Brasil. O modelo surgiu para substituir outro veículo “queridinho” dos brasileiros: Fiat 147 (“caixa de fósforo”). Com um motor 1.0, durante muito tempo o Uno foi o carro mais popular do Brasil e um dos mais utilizados em outros países da América do Sul.

Por Letícia Veloso

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *