Tabela FIPE Fiat Bravo



Veja aqui os valores do Fiat Bravo na Tabela FIPE.

O Fiat Bravo é um hatchback médio da montadora italiana, fabricado desde 1995 na Europa, mas que o Brasil conheceu apenas em 2011. Devido às vendas fracas no mercado brasileiro, no entanto, acabou sendo descontinuado logo após sofrer uma reestilização. Saiba mais sobre a história do Fiat Bravo.

Semelhante ao Fiat Brava, o modelo foi fabricado pela Fiat entre 1995 e 2015, e sucedeu o Fiat Stilo no mercado europeu. Por lá, o Bravo foi comercializado com motorização 1.4 16 válvulas, 1.8 16 válvulas e 2.0 20 válvulas. Já no Brasil, veio com a famosa motorização 1.4 T-Jet a gasolina e a 1.8 E TorQ Flex, com opção de câmbio Dualogic.



Por conta da crise mundial, o modelo demorou a chegar no Brasil e foi lançado no final de 2010, chegando às lojas como modelo 2011. No ano de seu lançamento no mercado nacional, o Fiat Bravo recebeu o prêmio de melhor hatch do Brasil e melhor hatch do segmento médio.

Em 2015 a Fiat lançou no Brasil, no Salão do Automóvel de São Paulo, um Bravo com novo visual, totalmente reestilizado. Além de correções visuais, a Fiat reforçou o pacote de itens de série do modelo, a fim de melhorar o espaço ocupado pelo Bravo no mercado em relação aos concorrentes do segmento hatch, que faziam mais sucesso entre os consumidores de carros hatchback médio zero quilômetro no país.



No modelo 2016, a Fiat trazia direção com assistência elétrica, computador de bordo, ar condicionado, volante multifuncional com revestimento em couro, airbags, freios ABS e outros itens de fábrica. A motorização era flex 1.8 que gerava de 130 a 132 cavalos de potência ou o motor turbo 1.4 a gasolina com 152 cavalos, além de câmbio automatizado. O modelo partia de R$ 61.990 na versão Essence e era vendido por R$ 78.490 na versão T-Jet turbo.

Leia também:  Novo Pacote de Revisões da Volkswagen 2017

Apesar de ter sido reestilizado e receber novos itens de série, as vendas do Fiat Bravo não emplacaram em 2016 e o modelo deixou de ser produzido no Brasil, na fábrica em Betim (MG), em junho deste ano, devido aos números pouco satisfatórios nas vendas do carro. Além do Bravo, a Fiat encerrou a produção dos modelos Fiat Idea e Fiat Linea no mesmo período.

André Barbirato

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *