Tabela FIPE Volkswagen Passat



Confira aqui o valor do Volkswagen Passat na Tabela FIPE.

Em 1973, para compensar a queda da popularidade do Fusca, a Volkswagen lançou um novo carro. O modelo levava o nome do vento alíseo persistente, que cruza a Europa de leste a oeste. Com esse nome, o Passat trazia a ideia de movimento e rapidez. No ano seguinte, o carro chegaria ao Brasil, com um motor 1.5 e sendo o primeiro bólido a ter refrigeração à água no motor, e não mais a ar, como nos modelos anteriores. Essa foi uma das características herdadas da aquisição da Audi pela Volks, onze anos antes de seu lançamento. Inspirado no Audi 80, o Passat foi eleito o Carro do Ano pela Revista Auto Esporte em 1975 e 1980.

Até 1996, o Passat sofreu algumas mudanças. Ao todo, foram lançadas quatro gerações diferentes do veículo. Podemos destacar a segunda delas, que deu origem a outro modelo da Volkswagen, o Santana, e à terceira geração, que mudou completamente o visual do carro, que passava a ter um aspecto mais arredondado do que angulado e cheio de pontas, como os anteriores.



Porém, foi a quinta geração, lançada em 1997, que marcou uma das mudanças mais drásticas do Passat. O novo modelo voltava com as influências da Audi, tanto que chegou a disputar mercado com o A4. Luxuoso e bem equipado, seu lançamento foi um marco na inserção da Volkswagen no mercado de carros mais sofisticados, fazendo concorrência ao Ford Mondeo, ao Opel Vectra, ao Mercedes Classe C e ao BMW Série 3. A digibilidade foi um dos pontos fortes do modelo. Quatro anos mais tarde, seria lançada uma nova geração, com melhorias mecânicas. Uma leve reestilização marcou o modelo, que teve mudanças no pára-choque e nos faróis de projeção ótica. O carro também contava com tração nas quatro rodas e faróis em xenônio.

Leia também:  Tabela FIPE Fiat Coupe

Em 2005, o Passat abandonou a plataforma a Audi e passou dos motores longitudinais aos motores transversais, inspirado no Golf. Com essa nova geração, o modelo se tornava o topo de linha da sua montadora. Seus motores FSI são utilizados até os dias de hoje em vários modelos da Volkswagen e da Audi. Durante a sexta geração, foi lançado o Passat CC, que depois daria continuidade a uma linha própria, denominada apenas por CC.



Em 2011, foi lançada a sétima geração do Passat, com pequenas alteerações em relação ao modelo anterior. Seu modelo perua, chamado de Passat Variant e que depois viraria uma outra linha, conhecida apenas como Variant, foi o grande sucesso. Em 2013 e 2014, a Passat Variant foi eleita a melhor perua pelo Jornal Carro. Em 2015, a Volks lançou a oitava geração do Passat. O carro passou a ser fabricado na mesma plataforma do Golf e do Audi A3. O novo modelo evidencia a mudança de posicionamento da linha: de um carro popular a um carro mais sofisticado. Tanto é que, na Europa, o Passat chegou a ser comparado a carros premium, motivo que fez o vice-presidente de marketing da montadora alemã a dizer que o Passat era "um Classe C melhorado".

Renato Senna Maia

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *