Tabela FIPE Chevrolet Celta



Confira aqui os valores do Chevrolet Celta na Tabela FIPE.

Em seus 15 anos de existência, o Chevrolet Celta teve uma sua trajetória de sucesso no Brasil. Afinal, foram vendidos mais de 1,5 milhão do modelo popular por aqui. De início, com o ideal de ser o automóvel mais barato à venda no país, ele seria uma alternativa para muitos brasileiros que sonhavam em ter um meio de transporte particular. Chegou, assim, a ser o 3° carro mais vendido em solo brasileiro.

Ao longo do tempo, o automóvel passou por diversas mudanças e deixou outros modelos como herança. Conheça a seguir a história do Chevrolet Celta:



1996 ‒ começava a ser projetado com a mesma plataforma do Corsa (lançado por aqui em 1994). Naquele momento, era conhecido como Arara Azul e tinha como principal conceito o de ser o carro mais barato do Brasil.

1998 ‒ neste ano era iniciada a produção do automóvel, que passou a ser chamado de Celta em homenagem ao conjunto de povos constituídos de várias tribos que habitavam a região Oeste da Europa.



2000 ‒ chegava no mercado o Celta, com acabamento econômico e preço em torno de R$ 14.400, contrariando a ideia de ser o carro mais barato do país, uma vez que o Fiat, seu concorrente direto, saía por aproximadamente R$ 12.900. Isso causou certo descontentamento em sua fabricante GM. Suas principais características eram: motor 1.0 e portas com barras proteção interior. Itens, como vidro e travas elétricas deveriam ser comprados como acessórios. A novidade ficava por conta de comprar o modelo pela internet, sendo o primeiro automóvel a ser vendido online.

2002 ‒ devido ao preço de venda e a impossibilidade de utilizar esse atributo como propaganda, a GM passou a adicionar melhorias e nova versão do Celta, que possuía estas alterações: painel em cor preta, novos pedais e detalhes prateados em algumas molduras do painel. As opções com 4 portas e direção hidráulicas também foram colocadas no mercado.

Leia também:  Preço do Volkswagen Gol na Tabela FIPE

2003 ‒ foram disponibilizados novos modelos com motor 1.4.

2006 ‒ o Chevrolet Celta passava por mudanças mais relevantes: faróis e lanternas com novo formato, painel com novo design, marcador de combustível em modelo analógico, entre outros. Nessa época, também foi apresentado o protótipo Prisma Y (baseado no Celta), que poderia vir a ser um concorrente do Ford Ecosport.

2010 ‒ atingiu sucesso de vendas e produção de quase 116.000 unidades.

2011 ‒ foi reprovado em testes de segurança de seus airbags, pela Latin NCAP.

2014 ‒ por causa do problema enfrentado em 2011, passou a ter airbags frontais, volante mais robusto e freios ABS. A versão Advantage possuía direção hidráulica, ar-condicionado, trava elétrica, rádio com MP3, Bluetooth e entrada USB.

2015 ‒ a produção do Chevrolet Celta era encerrada, deixando como herança os automóveis de modelo Prisma e Onix.

Camilla Silva.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *