WITBox – Caixa Preta para Carros



Sistema é similar ao utilizado em aviões e registra informações sobre o carro no momento do acidente.

O Brasil saiu na frente em mais um recente estudo e na criação de tecnologias para a indústria automobilística. Trata-se do desenvolvimento de um procedimento que irá produzir uma espécie de caixa preta, similar àquelas conhecidas e embutidas nos aviões. O WITBox, como é denominada, tem o intuito, até o momento, de ajudar na investigação de acidentes de carros, uma vez que sabe-se que muitos acabam sem explicação devido à falta de informações.

O projeto foi criado por três jovens brasileiros, sendo que estes venceram na categoria de inovação na Imagine Cup, uma disputa promovida pela Microsoft e em que competidores utilizam a sua criatividade, paixão e conhecimento na área tecnológica para criar ideias que, de certa forma, modifiquem a forma como vivemos, jogamos e trabalhamos.



A ideia da caixa preta é simples e muito similar à daquela já existente nas aeronaves. Uma câmera de alta definição e sensores captam, em caso de acidente, a velocidade exata do veículo, bem como a pressão que foi exercida nos pedais no momento, a localização do carro no momento do ocorrido e até, em alguns casos, se houve culpado ou se o acidente foi ocasionado por um problema na mecânica.

A caixa preta veicular, que ainda está em fases de testes, registra também as imagens e o áudio por meio de uma câmera Full HD. A coleta de informações é feita pela centralina, um dispositivo eletrônico que é utilizado no controle de uma grande variedade de dispositivos elétricos e mecânicos de um automóvel. Sendo assim, não será preciso modificar o veículo para acessar os dados. A mesma, também colabora no rastreamento de carros em caso de furto e até mesmo no monitoramento de frota.



Leia também:  Tabela FIPE Chevrolet Astra

Futuramente, a ideia é de que todo o processo possa ser confirmado e acompanhado em tempo real, ou seja, por meio de um aplicativo no smartphone ou em um painel de controle no próprio computador. Se até o momento o intuito desta é de ajudar na investigação de acidentes de carros, o futuro reserva muito mais planos para o projeto, podendo-se expandir o leque de opções.

A constante evolução do mesmo é um dos focos dos empreendedores, sendo que estes almejam agora a etapa mundial da competição, que acontecerá no mês de agosto, em Seattle, nos Estados Unidos. Até agora, 190 idealizações de todo mundo estão inscritos. Fica a torcida pelas nossas jovens promessas.

Kellen Kunz

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *