Preço dos automóveis vai subir em 2016





A alta do dólar será repassada ao consumidor, impossibilitando que os veículos mantenham o preço atual.

Mesmo com a queda das vendas dos veículos em 2015 chegando a 26,5% em relação a 2014, o preço dos automóveis vai subir em 2016, conforme divulgado pelo presidente da Kia no Brasil, José Luiz Gandini.

Conforme indicado pelo executivo, a alta do dólar será repassada ao consumidor, impossibilitando que os veículos mantenham o preço atual. Ainda não se pode definir valores, pois não se sabe como ficará o valor do dólar durante o ano de 2016, mas claramente terão que ser atualizados.




Gandini ainda destaca que a compra de um automóvel importado hoje no Brasil trata-se de um excelente negócio, pois esse mesmo veículo está sendo comercializado com base em um valor do dólar defasado.

A injeção financeira aplicada pela matriz da Kia, na Coreia do Sul, fez com que a montadora conseguisse aplicar alguns descontos no mercado brasileiro. Como exemplo, o Cerato caiu de R$ 76.900 para R$ 69.900.


O corte de 35% do imposto de importação deve minimizar o impacto de queda nas vendas, mas o cenário ainda não será o esperado. Nesse contexto incluem-se os veículos importados da recém inaugurada fábrica no México. Na planta será fabricado o New Cerato com entrada prevista a partir de junho no mercado brasileiro. Outro modelo fabricado no México é o New Rio que deve chegar ao Brasil a partir de outubro de 2016.

A montadora coreana acredita que o lançamento das novas versões dos modelos Optima e Sportage deve agitar o mercado para o ano de 2016.

A queda das vendas de veículos há quatro anos consecutivos, fez com que a Kia tivesse que fechar 55 concessionárias no país. Atualmente está com 125 unidades, e o número deve ser mantido em 2016.

O fechamento das 55 concessionárias acarretou na demissão de 1650 funcionários e obrigou a montadora a diminuir drasticamente o investimento em merchandising.

Por Jean Fretta Pereira

Preço carros

Foto: Divulgação

Compartilhe esta notícia