Recall dos modelos Ford Fusion, Fiesta e Lincoln MKZ





Modelos apresentam problemas na porta do motorista que pode destravar involuntariamente. Cerca de 390 mil veículos deverão passar pelo recall nos EUA, México e Canadá.

Um grande recall, anunciado na última sexta-feira (24), será realizado pela Ford Motor Co nos Estados Unidos, México e Canadá, de cerca de 390 mil veículos da companhia dos seguintes modelos: Lincoln MKZ, Fusion e Fiesta. Os dois primeiros modelos dos anos 2013 e 2014 (produzidos entre 1º de fevereiro de 2012 e 31 de março de 2013 ), e o último dos anos 2012 a 2014 (fabricados entre 1° de julho de 2012 e 31 de maio de 2013). Está sendo verificado pela empresa se o problema envolve todas as versões dos citados modelos.

O problema que motivou este recall está relacionado a problemas na porta do motorista que pode destravar involuntariamente, estando o veículo em movimento, possibilitando assim o risco de acidentes, o que já ocorreu nos Estados Unidos, onde, além de um acidente envolvendo uma pessoa houve o caso de um veículo cuja porta se abriu atingido e danificando outros automóveis. Vale lembrar que já se trata do 3º recall motivado por esse problema, os outros dois aconteceram nos meses de janeiro e março envolvendo as quantidades de 205 mil e 213 mil automóveis, respectivamente.




Todos os veículos alcançados por esse recall foram montados em fábricas na Ford localizadas no México, em Cuautitlán e Hermosillo. Apesar de não haver indícios do envolvimento do Fusion e do Fiesta nacional na problemática, a sucursal da empresa no Brasil está verificando se as versões destes modelos importadas no período foram afetadas pelo problema. A Ford pretende trocar as 4 portas de todos os veículos, sendo 86% deles estão registrados nos EUA, Canadá e no próprio México.

Em decorrência de muitas reclamações recebidas, 61 no total, envolvendo problemas nas portas, sendo que 12 delas relacionadas a afirmações de que as mesmas se abriram com o carro em movimento, o órgão responsável pela segurança viária dos EUA começou em setembro de 2014 a investigar o Fiesta produzido no México.


A Ford notificará os proprietários dos automóveis envolvidos e estes deverão apresentar seus respectivos veículos a uma das várias concessionárias da companhia para substituição, totalmente gratuita, das peças, após ser constatado o referido problema nas mesmas.

Por Édson Dassib

Ford Fusion

Ford Fiesta

Lincoln MKZ

Fotos: Divulgação

Compartilhe esta notícia