Importância da Velocidade Segura no Trânsito



Motoristas que excedem os limites de velocidade recebem multas, conforme indica o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Porém, quem não trafega com ritmo adequado atrasa o fluxo e causa prejuízos na via.

Trafegar com velocidade segura consiste no melhor método para evitar acidentes. Motoristas devem observar um ponto futuro, como uma antena, por exemplo, e começar a contar depois que o carro da frente ultrapassa o local idealizado. Se depois de dois segundos o condutor passa na mesma região, então existe ritmo correto e com segurança na pista.



Valores menores demandam a necessidade de acelerar para não atrasar o trânsito, ao ponto que quantias menores requerem menos velocidade. Com dois segundos de distância ao motorista da frente, é possível frear de forma brusca ou desviar em casos de surpresas indesejáveis.

Cada via no Brasil tem uma velocidade máxima regida por lei. Motoristas não podem trafegar no ritmo lento, que se equivale em pelo menos a metade do registro presente na placa, conforme indica o Artigo 62 do CTB.



De acordo com o Artigo 43 do CTB, a velocidade segura consiste em dirigir sem atrapalhar ao fluxo quando condutores se encontram em vias de grande movimento.

No que tange às vias locais, vale ressaltar que é necessário dirigir na baixa velocidade ao levar em conta as chances de pessoas cruzarem a rua de maneira distraída e desatenta.

Em termos práticos, condutores precisam dirigir com velocidade que seja compatível às condições nas pistas, ao levar em conta fatos como condições do clima, pedestres, tráfego, entre outros. O ritmo ideal está naquele que não atrapalha o trânsito, mas também deixa de exceder ao limite de velocidade.

Leia também:  Nissan deve Aumentar Número de Concessionárias no Brasil

Trafegar com segurança não implica dizer que se permite acelerar. Quando o motorista excede limites de velocidade pode receber infrações de trânsito e perder pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Foto: Euzivaldo Queiroz

Por Renato Duarte Plantier

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *