Recall do Volkswagen Amarok e Tiguan – Problemas nas Tubulações de Combustível e na Central Elétrica





A Volkswagen está divulgando o recall dos automóveis Amarok e Tiguan fabricados no Brasil. O serviço terá início no dia 19 de novembro e poderá ser feito nas concessionárias autorizadas.

No caso dos veículos Amarok, será realizado um procedimento que envolve a instalação de componentes de fixação e isolação em todas as tubulações de combustível. Já no modelo Tiguan será realizada uma substituição de fusível na central elétrica.




Os veículos Amarok convocados para recall foram fabricados entre 2011 e 2013. Já os veículos Amarok atingidos pelo chamado foram fabricados entre 2009 e 2011.

Ao todo, são 62.624 unidades que farão parte desse chamado, sendo 54.703 Amaroks e 7.291 Tiguans. Veja abaixo todos os chassis relacionados:


Amarok:

  • Ano 2011: De B_000200 até B_082605.
  • Ano 2012: De C_000997 até C_079233.
  • Ano 2013: De D_001659 até D_061695.

Tiguan:

  • Ano 2009: De 9W518330 até 9W546596.
  • Ano 2010: De AW020939 até AW538225.
  • Ano 2011: BW000284 até BW556750.

A agência Reuters informa que a Volkswagen enfrentará um grande recall global de todos os veículos, que chegará a um número estimado a 1,7 milhão de carros, incluindo veículos esportivos utilitários e picapes do mundo inteiro, sendo que metade do total de automóveis está localizado na China, o maior fabricante da montadora.

Uma das unidades localizadas na China alegou que 640.309 veículos serão chamados para um novo recall. Segundo esta unidade da Volkswagen, a partir do dia 25 de novembro esses veículos passarão por um processo de troca de óleo e outros procedimentos, sem especificação dos modelos afetados. Além disso, o grupo multimarcas disse também que fará o recall de mais 239 mil unidades da picape Amarok em todo mundo, pois as referidas se encontram com possíveis vazamentos na tubulação de combustível. A medida anunciada afeta todas as unidades fabricadas entre o período do junho de 2010 e junho de 2013.

Por Daniela Almeida da Silva

Compartilhe esta notícia