Governo pode Reduzir IPI de Carros com Motor Flex





A alta do preço do álcool, verificada nos últimos meses, tem preocupado bastante os diversos setores da economia, e principalmente aos consumidores, pois a maioria dos carros de passeio comercializados atualmente no país é bicombustível.

De acordo com especialistas, o bloco flex que eles utilizam é menos eficiente que o propulsor movido apenas por um combustível, seja gasolina ou álcool. Dessa forma, o consumidor fica sem muita escolha na hora de abastecer.




Para reverter a situação, uma das saídas seria o desenvolvimento de motores flex mais eficientes. E parece que os envolvidos no processo já estão pensando nisso. Está circulando na imprensa a notícia de que o governo brasileiro, através do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, estaria discutindo com as montadoras a possibilidade de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), para otimizar a fabricação de carros que utilizariam novos motores flex, com melhores desempenhos que os atuais. A redução serviria para diminuir os custos do desenvolvimento de uma nova tecnologia.

Além disso, a medida poderia também fazer com que o mercado do etanol voltasse a ficar mais competitivo, estimulando a produção do combustível, consequentemente diminuindo o seu preço.


Por André Gonçalves

Compartilhe esta notícia