Dicas de como analisar um carro usado antes de comprá-lo

Carros usados são uma opção bastante interessante para quem não tem muito dinheiro para investir. É mais barato, além de em alguns caso ainda terem garantias de fábrica, no caso dos seminovos.

Porém, é preciso certos cuidados, o histórico do veículo pode condicionar sua durabilidade É preciso conhecer a procedência do carro, ou então ter um bom mecânico, de confiança para examiná-lo e garantir que você não está comprando gato por lebre. Para ajudar veja algumas dicas que podem ser bastante úteis:

– Com o motor ligado verifique os barulhos, se batem, se é estranho, se houver verifique válvula, biela ou pino de pistão. Carros a gasolina e álcool são bem mais silenciosos que os movidos a diesel.

– Faça o teste drive, verifique os barulhos em marcha lenta, veja se há dificuldade de engate ou ronco, se o rolamento está adequado. Esses itens devem ser trocados em revisão. Outra boa dica na compra de carros seminovos é verificar se todas as revisões forem feitas em dia, como troca de óleo, filtro de ar, balanceamento, alinhamento, entre outros itens bastante importantes que podem ser verificados em detalhes no manual do veiculo. Esses itens em geral são sempre os mesmos, mas podem variar de veículo para veículo.

– Freios podem ser verificados com o carro parado, mantenha o motor ligado, e pise no pedal, você deve sentir o pedal ceder e descer um pouco, depois parar. Se isso não acontecer é um indicativo de problema.

– Pneus com diferentes pontos de desgastes, podem ser problemas, verifique se estão sendo consumidos de forma equivalente. O nível do óleo deve ser verificado, e também cor, e data da última troca, se não há borra.





– Vidros, lataria e aparência em geral não podem ficar de fora. Arranhões, pequenas avarias, emendas e soldas podem indicar que o veículo sofreu batidas, pequenas batidinhas na lataria podem indicar problemas se o som for diferente.

Boa sorte na compra do seu carro novo.

Por Vivian  Schetini

Avaliando carros usados

Foto: Divulgação



Compartilhe esta notícia